Fundador da Orquestra Clássica da Academia, da qual é Director e Concertino, é ainda Director das Orquestras Joly Braga Santos do Conservatório de Portimão e Amadeus da Academia de Música de Lagos.
Tem liderado outras Orquestras como Concertino convidado, nomeadamente em Espanha e Inglaterra.

Entre várias actuações, a nível nacional e internacional, destacam-se o Concerto de Mendelssohn com a Orquestra do Norte; a Meditação de Massenet e a estreia da obra “Late Summer Pastoral” com a Orquestra do Algarve; as Quatro Estações de Vivaldi com a Orquestra de La Marina Alta; Rondó KV 250 de Mozart e “La Campanella” de Paganini com Orquestra de Câmara Internacional do Levante, de Alicante; concerto para violino e orquestra de Samuel Barber com Orquestra Filarmónica das Beiras.

Vários foram os maestros com quem contracenou, nomeadamente o Maestro José Ferreira Lobo, Maestro Álvaro Cassuto, Maestro Manuel Ivo Cruz, Maestro João Miguel Cunha, Maestro Luis Carvalho, Maestro Armando Mota, Maestro José Eduardo Gomes, entre outros.